Thursday, October 26, 2006

Black Out

Domingão, dia friozinho, nenhuma obrigação pendente e a última corrida de um dos melhores campeonatos de Formula 1 dos últimos tempos.

Eu não queria mais nada. Peguei meu cobertor e travesseiro e me aninhei no sofá da sala (que ainda é nosso colchão de ar) pensando apenas em quem eu torceria e se fazia a pipoca naquele momento ou durante um dos inevitáveis comerciais.

E não é que 5 minutos antes da largada acaba a luz (sic)?!? Claro que eu queria matar um. Tudo bem. Vez em quando acontece isso e acabam restaurando o sistema de energia rapidamente....

Nada. Só voltamos a ter eletricidade novamente bem tarde da noite. Para não dizer que não estavam trabalhando, houve um momento em que a tv ligou novamente, mas antes de eu poder ver o que estava acontecendo voltamos a ficar no escuro.

E por aqui o termo figurado é mais abrangente. Sem eletricidade, os elevadores funcionaram a base de gerador, o que nos permitiu sair e passear um pouco, mas não tínhamos o sistema de aquecimento (termostato não ligava), não podíamos cozinhar (fogão elétrico), ficamos sem água (não existe caixa d’água no prédio) e perdemos a internet (modem desligado).

Não poderíamos nem fazer fondue, já que nossa panela é elétrica...

Espero que isso não seja muito frequente, ou farei como um amigo que mora em Miami e precisa lidar com furacões: galões d’água, baterias, comida pronta e enlatada e um gerador com 3 dias de combustível.

8 comments:

Anonymous said...

espero q isso nao seja frequente,,,imagine isso no meio do inverno "ferrado".....

abraços

Jung

Anonymous said...

Amigos!!
Vocês devem estar emocionados (ehehe)! Viveram seu primeiro "apagão" no Canadá! Claro que não precisaria ter acontecido bem na hora da corrida né?
bjs

Simone & Celso said...

Olha faz tempo que não me animo mais com corrida de F1, antes não perdia nenhuma, mas neste último GP, Felipe Massa venceu no Brasil, deve ter sido emocionante!
Beijos,
Si

Anonymous said...

Eii passando pra conhecer seu blog, e me encantei, estou fuçando todo por aqui.(rs)
Deve ser muito diferente morar em um país tão longe de nossa terrinha , costumes tudo diferente ne, tenho muita curiosidade.
Ofereço a vc o award de Mulher para mulher do lua em poemas com muito carinho e convido a participar de meus destaques.
posso linkar seu blog junto aso links de meus amigos?
Bjs e um ótimo final de semana.
Ops nem reclame viu aproveit seus momentos ai pq são muito poucas as pessoas que têm esta oportunidade de ultrapassar fronteiras.

Ju said...

Ai que chato! Eu passei por isso também quando estava nos EUA, o pior de tudo é que foi a noite e eu ia começar a preparar minha janta. O pior de tudo é que como o nosso apartamento só tinha o extremamente necessário, não tinha nada pra eu usar pra iluminar o ambiente...o Ivan tava trabalhando, então eu fiquei 3 horas sozinha, com fome e no escuro! Acho que foram as 3 horas mais entediantes da minha vida...rs

Obrigada pelas dicas com documentos, e já dei um jeito de até o resultado do IELTS sair com meu nome de casada! E se tudo der certo no final de 2007 já estarei aí na sua porta pedindo açucar emprestado...rs

Beijos!

Anonymous said...

que horror, mas sabia que eu tenho um galao de água em casa.... we never know. bjs,

Anonymous said...

Rafa e Dani
Pois é, galão de água, pilha e lanterna, gasolina para o gerador de eletricidade, churrasqueira à gás e muita bolacha e salgadinho... tudo isso temos aqui em casa,caso um furacão resolva aparecer por aqui... até te emprestava um pouquinho, mas como vcs sabem fica um pouco longe!!!

Pedro, Dani, Bel e Jester

Anonymous said...

É ,queidos,foi uma grande perda mesmo, não poderem ver!!Foi um belo espetáculo como não viamos há muito tempo!!!Até chorei!!Beijão...Lizete.