Friday, December 28, 2007

Era como vc imaginava?

Vc já parou para pensar se a cidade que vc mora no Canadá é realmente aquilo mesmo que havia sido imaginado enquanto ainda estava no Brasil?

Criar imagem e expectativas é algo que fazemos com mta naturalidade, mas e quando chega a realidade?? Como que é? Melhor? Pior?

Confesso que Toronto era diferente “nos meus sonhos”. Não tem melhor ou pior, a cidade apenas era diferente, apesar de ter visto diversas fotos e pesquisado muito, antes de qualquer coisa.

Estou bastante feliz com a nossa escolha, a cidade tem um charme que como em SP apenas quem mora no lugar consegue entender.
Parece cinza, rabugenta, suja, mas em cada esquina ou bairro tem particularidades que nem sempre agrada aos olhos dos turistas ou dos recém chegados, mas com o tempo as coisas começam a ter seu valor e cada cantinho da cidade algo especial que nos encanta cada vez mais.

Claro que ainda me sinto na “fazendinha” quando comparado com o tamanho da cidade, volume de pessoas e bagunça de SP, mas com o tempo estou me acostumando que o shopping center fecha às 18hs (hehehehe) e pouquíssimos são os serviços 24hs.

Leva tempo até cada um se achar no melhor da cidade e realmente dizer “eu gosto daqui”. Para mim não foi amor a primeira vista, apesar dos muitos pontos positivos que já sabemos (uma das melhores cidades para se morar, segurança e todos os bla bla blas que todos comentam o tempo todo).

Achar a identidade é o que faz a diferença para o dia a dia e depois um bom tempo por aqui, posso garantir que achei a minha.

5 comments:

Sonho Meu said...

Tambem já to mais que adaptada aqui na Maryland.
Eu adoro tudo por aqui e nao ficaria mais feliz em qualquer parte do mundo, como fico aqui.
Tanto no frio quanto no calor tudo é lindo.
bjos,
me

Thelma said...

Sabe que eu também penso nisso? Mas no meu caso é mais o país do que a cidade... Com 3 meses de EUA, eu já sabia que queria morar lá. Com um ano e meio de Canadá, ainda estou me adaptando e não tenho certeza se aqui é o meu lugar. Eu gosto de Calgary, muuuuito mais do que Ottawa. Penso em visitar Toronto pra ver se sinto o click como senti nos EUA. Mas no momento, com tanta possibilidade de emprego por aqui e por não "poder" mudar, fico por aqui mesmo.

Dani, que 2008 te traga muita saúde, amor e realizações (sejam elas quais forem ;-)! Os desejos são extendidos ao Rafa também! :p

Beijocas

Jeanne said...

Vc tinha me falado que era quente mas eu não imaginei que fosse tanto.
A primeira vez que vi o metrô lotado fiquei impressionada porque eu imaginava uma cidade sossegada, afinal, com mais ou menos 10 milhões a menos de pessoas que em SP isso deveria ser um deserto...mas não é.

Achei as pessoas muito educadas e prontas a te ajudar e me surpreendi com todos os canadenses nativos que conheci. Sem exceção são todos muito bem humorados e easy-going.

Não pensei que fosse tão difícil me adaptar à comida daqui, mas foi muito mais duro do que imaginei.

Sabia que não seria fácil arranjar emprego mas não acreditei que seria tão difícil.

E por fim, achei que ia gostar da cidade mas na verdade eu adorei. A sensação de segurança que tenho aqui não se compara a nada. Não troco isso nem por um belo rodízio com picanha ao alho.
:)

Edelize said...

Não me lembro muito das minhas expectativas, porém estou feliz com a escolha, mas foi um amor que tive que construir aos poucos com muita persistência. Todo lugar do mundo teremos os pros e cons, mas tudo é uma questão de como encarar a vida e as nossas escolhas.

Acho que uma coisa que nunca imaginei foi não poder encontrar a comidinha básica brasileira. Não estava preparada para esta falta, e foi muito difícil no começo me acostumar com o gosto das coisas e esta idéia de comer sanduíche no almoço.

Até hoje sinto falta da vida após um dia de trabalho, por exemplo, de poder ir ao shopping após as cinco da tarde. É impossível pois o comércio fecha entre 5 e 6! Até mesmo farmácias!!! Como você, sinto falta dos serviços 24h.

Ah, e a falta de inverno. Nunca imaginei que o inverno daqui, se é que se pode chamar de inverno, fosse bem ameno. Logo eu, que adoro o friozinho do sul do Brasil...

E ainda, restaurantes fecham cedo! Ainda ontem a noite saímos para jantar após as nove da noite, e tivemos que comer fast food.

Mas, apesar de tudo isto, estou contente com a vidinha aqui.

Beijocas.

Fer & Rê said...

Bem.. ainda nem cheguei mas já estou sentindo um pouquinho do que será viver em toronto, de tanto ler sobre o assunto e pesquisar!!!
Em breve estarei chegando de mala e cuia.. aí sim sentirei na pele todas essas mudanças..
Mas...fechar os shoppings as 18hs? o que que é isso? Não sou de vida noturna, mas as 18hs?!?!?! é pra matar, né? por isso essa dificuldade de adaptação e relacionamentos com os imigrantes!!!
Um abraço,
Fer