Monday, August 04, 2008

Alô?


Por coincidência esta semana que passou tivemos duas boas notícias sobre call-centers.

A que veio do Brasil tem por objetivo nos proteger das táticas de guerrilha que as empresas usam para deixar o consumidor tão cansado que acaba por inibir uma reclamação ou o cancelamento de um serviço. Já imaginou uma ligação atendida diretamente por uma pessoa, que deverá dar direcionamento a um problema na mesma hora? Parece mentira, mas é esta a proposta inicial. Tenho certeza de que as empresas acharão um meio de 'reter' os clientes, mas até chegar esta hora estaremos usufruindo da praticidade.

Pelos lados de cá, finalmente estão implementando uma lista nacional de 'não-me-ligue-pois-não-quero-comprar-nada', ou Do Not Call list. Uma boa idéia, implementada com 5 anos de atraso em relação aos vizinhos do sul. Se tiver o impacto semelhante aos EUA, mais de 60% da população estará registrada nos dois primeiros meses.

Infelizmente criaram uma série de exceções. Políticos, associações de caridade e pesquisas podem ligar, mas o que mais me preocupa são as empresas com as quais já temos relacionamento.

Esta brecha permitirá a Rogers ficar nos ligando todos os dias na hora do jantar, como vem fazendo quase que diariamente, apesar dos meus pedidos para que não o façam.
De qualquer forma já é uma melhora e tanto. Agora só falta combinar as duas notícias e vamos estar indo (sic, sic!) de mal a melhor.

2 comments:

;) Conexao Toronto said...

meu telefone vai pra lista.. com certeza..
detesto isso!!!!

;)

Rafael said...

Daniela,
Uma forma de parar com as chamadas da Rogers é pedir para falar com o Gerente ou Team Manager de quem está te ligando e reforçar que você quer ser removida da lista de chamada e ser um consumidor do tipo "do not solicit". Entenda que na maioria das vezes não é a Rogers que esta ligando e sim alguma empresa de tele-marketing e é de se estranhar o fato de eles ligarem quase todos os dias como menciona.
Essa lista existe e com isso eles não podem lhe telefonar. Se ainda assim continuar, me avise que posso investigar o que está acontecendo. Sucesso, Rafael