Saturday, August 11, 2007

Foto

Não que eu seja um Henri Cartier-Bresson, muito pelo contrário, mas sempre gostei de tirar algumas fotos. E para tristeza da Dani, gosto de usar filme 35mm e minha câmera favorita é uma Yashica FX Super, com lente 50mm. Fabricada nos anos 80, ela é toda manual, onde apenas o fotômetro é automático.

Quando nos mudamos para cá, achei que iria tirar a barriga da miséria, com acesso a filmes profissionais e processos de revelação avançados sem que tivesse que gastar muito....

Infelizmente não é bem assim. Como toda atividade de lazer, a fotografia aqui tem um preço bem salgado (na verdade um pouco mais que no Brasil). Pode-se achar filmes 'de padaria' baratinhos, mas qualquer coisa de mais qualidade sai mais caro.

O mesmo pode-se dizer do processo de revelação. Blacks é uma empresa espalhada por toda a cidade, mais ou menos como no caso da Fotoptica, em São Paulo. Infelizmente o serviço também é parecido. Para compensar, encontramos perto de casa a Northern Artists. Ainda não experimentei cromo ou PB, mas o processo C41 deles tem um resultado muito bom.

Vimos também que no centro da cidade existem algumas lojas especializadas em equipamentos fotográficos. Quem sabe eles não tem alguma boa surpresa para nós?!

3 comments:

Alexandra said...

Eu uso o Photo 1-2-3, na Charles St, perto do Manulife Centre. Acho a revelação e impressão deles muito boa, apesar de não ser dos mais baratos. Eu pago uns 10$ para revelar e colocar em um CD. Se vc tiver um bom scanner de negativos vc pode simpesmente revelar o filme, sem fazer copias das fotos, e scannear o que vc quizer em casa.
Uma amiga minha recomenda o Black's da Queen St (na Yonge); vou confirmar com ela e é esse mesmo. Só a revelação sai uns 4-5 dolares.

Hoje em dia eu uso uma combinação da minha maquina SLR fom filme de 35mm (Minolta Maxxum 5, lente 50mm f1.4) e a minha DSLR Nikon D80 com lente 50mm f1.8. Quero comprar uma lente grande angular para a Nikon...

Adoro fotografia!!! em setembro planejo fazer um curso de revelação preto & branco...

Jeanne said...

Ainda fico com a minha câmera didital chinfrim. Amadora é assim mesmo!

K said...

Profissional é outra coisa... nós adoramos fotografia, mas ficamos na digital.

Quanto a revelação, agora que descobrimos o fotolivro, não queremos outra coisa!

Sds,

Camila.